Como combater estereótipos nordestinos hoje

Oi, tá passadah?

Nem sabemos se esse meme ainda tá valendo ou se já ficou cringe, mas achamos que ele cabia bem pra começar esse e-mail surpresa. Estamos aparecendo aqui uma semana antes do combinado porque precisamos conversar contigo sobre o Plantio, nossa campanha de financiamento coletivo lançada em junho, na 15ª edição da Cajueira.

O grande mal de quem sonha é desejar o impossível – e nós somos esse tipo de gente. Oito meses depois de lançarmos nosso manifesto já estamos cheias de ideias e projetos🌱 Sabemos que a Cajueira pode ser muito mais e que nossa curadoria precisa ser distribuída em formatos diversos e acessíveis. A gente quer fazer mais pela diversidade regional e pela pluralidade de vozes no jornalismo. E o combate a estereótipos nordestinos na mídia também passa pelas suas mãos 😀  

Estamos com uma meta de arrecadação de R$ 1.200 e iniciamos com assinaturas de R$ 5 e R$ 10 – uma quantia bem viável, hein? Com esse dinheiro, vamos lançar a CajuZap, uma curadoria que vai chegar diretamente no seu WhatsApp, com a colheita dos conteúdos narrados por vozes e sotaques diversos. No entanto, até agora, alcançamos menos de 10% do nosso objetivo. Em vez de R$ 1.200, temos apenas R$ 150. São 10 pessoas nos apoiando. Se você é uma delas, muito obrigada mesmo! Ficamos gratas, felizes e honradas pela sua confiança. 🧡 Com a Cajuzapno mundo, mais pessoas terão acesso à nossa curadoria e você está fazendo a sua parte para que isso aconteça. 

Se você ainda não está contribuindo, mas acredita na importância do nosso trabalho e quer ver a gente expandir esse projeto de valorização dos conteúdos do jornalismo do Nordeste, temos um pedido especial: clica aqui e investe na gente. Quanto mais arrecadarmos, mais produtos vão brotar dessa Cajueira. Tu não vai se arrepender!

Ah! Vale lembrar que a newsletter quinzenal continuará gratuita. É nosso compromisso para que as reportagens, os podcasts e os vídeos e os conteúdos feitos por jornalistas independentes do Nordeste cheguem ao maior número de pessoas em todos os estados brasileiros. Diferente do que dizem por aí, o jornalismo feito no Nordeste não é regional – é nacional!

🗣️  Vem espalhar essa mensagem com a gente! Cuida!

Share

Recebeu esse material de alguém? Assine nossa curadoria quinzenal de conteúdos do jornalismo independente nos estados do Nordeste.

Confira nossas edições anteriores.

Siga a gente no Twitter e no Instagram.